Seja chique sempre!


Afinal o que é ser chique? Com certeza você já se fez essa pergunta e tentou achar alguma resposta. Quando comecei a entender mais da vida, também tentei achar uma definição para o termo chique, e a conclusão que cheguei é que muitas pessoas ainda confundem “peruagem” com elegância, pois pensam que 1 kg de maquiagem, estampas horrorosas, salto alto escandaloso e 300 pulseiras te fazem chique.

Eu sempre digo que o menos é mais, um exemplo disso é a Duquesa de Cambrigde, Kate, que mesmo usando um vestido básico Zara, fica elegantérrima. Talvez porque elegância seja mais postura, educação e não roupas chamativas e salto alto. Vi um texto que diz: “Ser chique, uma questão de atitude” de Gilka Maria, do livro: “A quem interessar possa”, e eu concordo plenamente!

Nunca o termo “chique” foi tão usado para qualificar pessoas como atualmente. Basta abrir qualquer uma das revistas semanais especializadas em burburinhos para ver as mais diferentes figuras reduzidas à mesma tribo: a dos “absolutamente chiques”. Para isso, basta ter (ou parecer ter) uma conta bancária gorda, um apartamento projetado por um arquiteto conhecido, e, claro, frequentar as festas certas e os restaurantes da moda. É tiro e queda. Daí pra virar celebridade é um pulo. Celebridade “chique”, lógico. Mas a verdade é que ninguém é chique por decreto. E algumas boas coisas da vida, infelizmente, não estão à venda. E elegância é uma delas, já dizia a Carolina Herrera: “Elegância é como estilo: não se pode comprar”. Assim, para ser chique, é preciso muito mais do que um guarda-roupa recheado de grifes importadas, muito mais que um belo carro. O que faz alguém ser verdadeiramente chique, não é quanto essa pessoa tem, mas a forma como ela se comporta.

Chique mesmo é quem fala baixo. Quem não procura chamar atenção por suas risadas muito altas, nem por seus imensos silicones  quilos de maquiagem. Chique é quem sem querer, atrai todos os olhares, porque tem brilho próprio! Aquele que é discreto, não faz perguntas inoportunas, nem procura saber o que não é da sua conta e não cria intrigas.
Chique mesmo é comprimentar pessoas, parar na faixa de pedestre e abominar a mania de jogar lixo na rua. Chique mesmo é dar bom dia ao porteiro do seu prédio e às pessoas que estão no elevador. Chique é beber socialmente, e nunca se exceder na maneira de vestir e maquiar. Nada mais feio do que parecer uma vitrine ambulante. Chique mesmo é ter humildade, honrar sua palavra, é ser grato a quem o ajuda, correto com quem você se relaciona e honesto nos seus negócios. Chique é não fazer a menor questão de aparecer, mas ficar feliz ao ser prestigiado. Chique mesmo é ter boa conversa, cultura geral e um pretinho básico no armário.

Mas, para ser chique, chique m-e-s-m-o, você tem, antes de tudo, de se lembrar sempre do quanto que a vida é breve e de que vamos todos para o mesmo lugar. Conheço tantas pessoas fúteis, gente, não gaste sua energia com o que não tem valor, não desperdice as pessoas interessantes com quem se cruzar e não aceite, em hipótese alguma, fazer qualquer coisa que não faça você se sentir bem. Porque, no final das contas, chique mesmo é ser feliz!

151782350CJ056_THE_DUKE_AND

Deixe uma resposta