Conhecendo os Parques da Disney em Orlando


Em outubro de 2009, tirei um mês de férias e decidi conhecer a Disney em Orlando na Flórida.
Depois de tirar meu passaporte em SP, foi só comprar as passagens pela internet, reservar hotel, carro, e embarcar.

Mas não foi tão simples quanto parece, a mordomia do pacote turístico também te traz segurança, exatamente o que você não tem quando viaja pela primeira vez ao exterior sem pacote nenhum! Em troca, você tem algo recompensador: a liberdade!

Desci em Miami, a diferença de preço em relação a Orlando era gigante. Também eu tinha a intenção de conhecer essa cidade antes de ir embora. Logo quando cheguei, o valor para alugar o carro estava alto demais, e como eu não estava com o papel da minha reserva em mãos, tive que recorrer a uma lan house para fazer uma nova reserva e imprimir o comprovante #FicaDica.

Com o carro em mãos, foi só pegar a estrada e ir para Orlando. A estrada parecia interminável pois eu estava muito cansada da viagem pra dirigir. Cheguei em Orlando por volta das 14 horas, e a reserva que eu tinha feito no Booking havia desaparecido.

Tive que procurar um outro hotel (my first and bad experience with Booking).
Já no final da tarde, sem ter dormido 2 noites, entrei no hotel, tomei um banho e dormi até o dia seguinte.

DIA 1 – Shopping e Outlets

Sem celular e notebook, só fui falar com a minha mãe no oooutro dia, quando fui no shopping dentro de uma Apple Store. Ela já estava desesperada do meu sumiço. Mas notícia ruim é rápido né gente? Não tinha com o que se preocupar. Logo no primeiro dia fui para os Outlets, também conheci o Best Buy e o Walmart (donnuts insubstituíveis).

DSC07824

Orlando e seus lagos. (Agora que eu reparei, acho que tem gente jogando golf ao fundo kkkkk)

DSC07816

DIA 2 – Disney Epcot

Compramos um pacote de ingressos para os 4 parques da Disney, ao fazer a compra, você tem direito a visitar os parques por 1 ano, no meu caso, como fiquei 20 dias, só fui 1 vez em cada parque.

De modo geral, o Epcot foi o que mais gostei, ele trás um pouquinho de cada país, além de vender comidas típicas. Ao todo são 11: México, Noruega, China, Alemanha, Itália, Estados Unidos, Japão, Marrocos, França, Reino Unido e Canadá. Não tem Brasil mas tem banquinha com comida do Brasil. Cada lugar é muito diferente um do outro, mas todos tentam ser uma miniatura do país que representam, trazendo elementos típicos da nação.

Na época, eu ainda não tinha comprado a minha Nikon, então as fotos são de uma Sony básica sorry!

DSC07889

DSC07924

xDSC07926

DSC07898

DSC07904

DSC07919

DSC07966

DSC07964 DSC07939 DSC07963

DIA 3 – Animal Kingdom

Muito lindo, mas poucos brinquedos, é o que te reserva este parque. Tem tantos animais lá, que eu juro que essa foi a melhor foto que eu tinha!

Essa é uma das atrações mais concorridas, o Kilimanjaro Safari. Em dias cheios no parque, é onde se passa mais tempo, mas as filas andam rápido, já que cada carro leva bastante gente. Eu recomendo sempre começar o dia por aqui.

As crianças curtem muito e é possível ver vários animais espalhados pelo parque: Antelopes, crocodilos, elefantes, macacos, zebras, girafas, rinocerontes e muitas outras espécies, tudo de dentro do carro.

DSC07992

DIA 4 – Disney’s Hollywood Studios

O tema deste parque é cinema e sendo assim,  ele é repleto de shows, teatros e atrações sobre filmes. Posso dizer que a viagem toda valeu a pena por esta montanha russa no escuro com muito rock!!! Quando você ver esta guitarra pode correr pra fila, pois o Rock ‘n’ Roller Coaster Starring Aerosmith é o melhor brinquedo do parque.

Pra quem já foi ao Beto Carrero World, provavelmente terá muitos “dejavus”, ou chegará a conclusão de que o Beto Carrero gostava muito de copiar as ideias e brinquedos da Disney.

DSC08077 DSC08049 DSC08090

DSC08082 DSC08094 DSC08097

DIA 5 – Magic Kingdom

Este parque é o mais lindo dos parques, por causa do castelo? Sim! Só deixo registrado aqui sobre o famoso castelo da Cinderela: você não vai poder entrar pra conhecer, a menos que tenha feito reserva no almoço. Recomendo que faça a reserva com antecedência no restaurante Cinderella’s Royal Table e almoce lá, pois se você é como eu, que não costuma repetir o lugar que viaja, e não sabe quando voltará aos parques, é melhor não perder essa!

Esse parque é baseado na Disneyland, que fica na Califórnia e é dividido entre 6 regiões, também chamadas em inglês de ‘lands’: Main Street, Adventureland, Frontierland, Liberty Square, Fantasyland e Tomorrowland. Cada uma dessas regiões tem seu clima, sua música de fundo, seu ritmo próprio, que faz o Magic Kingdom parecer um dos maiores parques do complexo Disney em Orlando. Na realidade o Magic Kingdom é o segundo menor parque, só ganhando do Hollywood Studios.

DSC08197

DSC08167

DSC08157

DSC08205

DSC08219

DSC08220

DSC08229

DIA 6 – Parque Aquático da Blizzard

Como ainda tinha dia sobrando eu quis conhecer um parque aquático, acabei escolhendo um da Disney mesmo, ele é temático parece tudo de gelo! Uma ironia com o calor que estava!

Incrível sentir você derreter de calor, e olhar para a decoração todinha inspirada nas montanhas congeladas que simplesmente não derretem kkkkk Infelizmente não bati fotos pois lá dentro ou você fica com a câmera sem conseguir onde guardar, ou coloca nos armários.

DSC08295

No ingresso tem a fada sininho!

DSC08276

DIA 7 – Miami Beach

Miami estava quente, e eu tinha que devolver o carro e pegar meu voo. Andei por horas, e confesso que olhar para todos aqueles coqueiros, é simplesmente maravilhoso. Não fiz nada demais lá, quando você não tem prioridade para conhecer algum local, deixe por último, você não vai comprar mais nada e mal vai bater fotos heheheheh

DSC08425

O retorno foi maravilhoso, tinha um por do sol maravilhoso!

DSC08431

Se você ficou indeciso em ir por conta própria ou por empresa de turismo, vou te dizer que eu prefiro por conta própria, ainda mais com GPS hoje em dia chegamos em qualquer lugar. Mas se você não se sente seguro ou não consegue guardar dinheiro pra viajar, vá pagando um pacote! O valor é maior, mas você tem todas as orientações e suporte de uma agência. Só não esqueça de checar a idoneidade da empresa, escolha sempre uma agência indicada por algum conhecido seu 😉

Deixe uma resposta